terça-feira, 25 de janeiro de 2011

História dos Lenços de Namorados

A origem dos “lenços de namorados” e os designados “lenços de pedidos” pensa-se que esteja nos lenços senhoris do século XVII e XVIII, e que foram adaptados pelas mulheres do povo com o fim de conquistar o seu namorado. A moça quando estava próximo da idade de casar confeccionava o seu lenço bordado a partir de um pano de linho fino que por ventura possuía ou dum lenço de algodão que adquiria na feira, dos chamados lenços da tropa. Para realizar esta obra, a rapariga utilizava os conhecimentos que possuía sobre o ponto cruz, adquiridos na infância, aquando da confecção do seu marcador ou mapa. Depois de bordado, o lenço ia ter às mãos do “namorado” ou “conversado” e era em conformidade com a atitude deste de usar publicamente o lenço ou não que se decidia o início duma ligação amorosa.
Os lenços carregam consigo, por isso, os sentimentos amorosos duma rapariga em idade de casar, revelados através de variados símbolos amorosos como a fidelidade, a dedicação, a amizade e outros. Eram originalmente feitos em ponto cruz, e por ser trabalhoso, obrigava a bordadeira a passar, durante muitas semanas e mesmo durante meses, de serões na sua confecção..
Do mais “clássico” ao mais “barroco” na exibição decorativa, em todos os lenços está presente a temática amorosa. Uma ideologia, uma religião e uma paixão ardente, é o que defendem estes lenços, no fundo uma maneira de sentir a vida, talvez recriá-la mesmo inconscientemente.
(Texto retirado da net)

Algumas quadras:

Adeus delícias dos olhos Infinito coração
Encosta-te ao meu peito
A ver se sou leal ou não


Meu amor se estás repeso da palavra que me deste,
dá-me o beijo que te dei,
toma dois que tu me deste.


Meu amor tem confiança
Na promessa que te fiz
Que muito breve será
Meu e teu dia feliz

Menina se tu és Rosa
Não me firas com os espinhos
Antes me prende e me mata
Com os teus doces carinhos

5 comentários:

Sofipinta disse...

ola amiga!!!
Obrigada pela partilha da história dos lenços dos namorados,
os teus ficaram lindos.

Ba semana

Pièce Unique disse...

Óptima ideia divulgar a cultura Portuguesa.
Parabéns!

Ateliê Tribo de Judá disse...

Nossa! muito lindo e romântico!
Infelizmente hoje quase não observamos se quer o cavalherismo de um homem, onde abrir a porta de um carro é uma gentileza desnecessária! onde vamos parar!
Amei a sua postagem.
Vim te desejar um ótimo final de semana.
bjinhos
Joelma

Elia disse...

¡Precioso!!!

feliz semana

eljardindemiduende

Egas disse...

Li todo teu "blogar"
E meditei com carinho
Se eu soubesse bordar
Oferecia-te um lencinho
Ao por-do-sol ao luar
Dava-te ainda um beijinho.